Mais de 60.000 alunos capacitados

MG (31) 3495-4427, MG (31) 3450-3644, MG (31) 99201-0939, SP (11) 2368-9882, SP (11) 3522-8441,RJ (21) 4063-9441, PR (41) 4063-5441, RS (51) 4063-7441 , DF (61) 4063 6405

Curso NR 35 Online RJ Rio de Janeiro

CURSO NR 35 ONLINE RJ O MELHOR TRABALHO EM ALTURA DO BRASIL.

curso nr 35 pratico bh

Gostou do vídeo? Inscreva-se no canal e não perca nenhuma novidade!

curso nr 35 pratico no youtube

Fechado com a Segurança

A norma NR 35 estabelece os requisitos mínimos para trabalho em altura e aponta quais as medidas de prevenção e segurança não podem deixar de ser adotadas para zelar com a saúde e a integridade física dos trabalhadores. Ou seja, a norma é o órgão que estipula as exigências para operar em altura, contando com os projetos de planejamento, organização e execução. Descritas essas informações, é importante que o empregador se atente para regras, evitando assim eventuais punições e acidentes.

Para orientação dos responsáveis por adequar a empresa nas normas da NR 35, existe um conjunto de protocolos a serem seguidos para regulamentar e orientar quais são os procedimento obrigatórios que precisam ser adotados para cuidar da segurança e a saúde do trabalhador.

A pessoa responsável por garantir a segurança de todos os funcionários é o gestor, que por sua vez precisa usar os recursos que tem para implementar a norma de forma fácil e eficiente. O gestor deve orientar o uso correto do EPI, usar o diálogo de segurança, e sempre ressaltar que quanto maior o risco do trabalhador, maior a série de cuidados a serem tomados.

Conheça os principais pontos da norma:

Os deveres do empregador

Os deveres do empregado

Quem pode executar trabalho em altura.

O que a NR 35 diz sobre os EPI’s.

Os principais deveres do empregador estão descritos no item 35.2.1 do regulamento, que são:

EPI necessário para função e a supervisão do uso correto, analise e redução de riscos, realização de exames médicos para atestar boa saúde, preservação dos documentos relacionados ao trabalho, tais como a Análise de Risco, a Permissão de trabalho, ficha de epi e procedimento de operação, supervisão das atividades desempenhadas e a suspensão de riscos não listados.

 

O papel do funcionário é facilitar a implementação das normas, levando o treinamento a sério e usando o EPI necessário corretamente. Além desses fatores, é importante que o trabalhador reporte para o seu supervisor sempre que houver algum tipo de risco ainda não observado. Ainda que o funcionário tenha deixado de usar o EPI, a responsabilidade pode cair sobre o dono do negócio caso aconteça algum incidente. Portanto, o empregador deve usar de medidas como suspenções, advertências e em casos graves até a demissão por justa causa.

 

O serviço só pode ser executado se o profissional estiver autorizado e habilitado para a função. O trabalhador precisa ter em dia a avaliação do estado de saúde e a aprovação formal da empresa, juntamente com a certificação válida do curso NR 35.

 

Na NR 35 item 35.5, veremos as principais instruções para aquisição, manutenção, e uso dos equipamentos usados em trabalho em altura. Os equipamentos são compostos por sistema de ancoragem e acessórios. É indispensável que o empregador faça a fiscalização do EPI usado para o trabalho, verificando minuciosamente o estado do equipamento.

 

Tirando o sistema de ancoragem os equipamentos utilizados com frequência são, cinto de segurança, cinto de segurança do tipo “cadeirinha”, conectores, cordas, escadas, polia, talabarte de segurança, trava-quedas, trava-quedas retrátil, entre outros.

 

Geralmente o trabalhador se protege com capacete, óculos e luvas de segurança, porém existe casos que é necessário usar equipamentos específicos, para isso existe o PPRO (Programa de Pré-requisito Operacional) que pode ter que ser elaborado para identificar os riscos e garantir a proteção.

  1. Normas e Regulamentos Aplicáveis ao Trabalho em Altura
  2. Análise de Risco e Condições Impeditivas   
  3. Riscos Potenciais Inerentes ao Trabalho em Altura e Medidas de Prevenção e Controle
  4. Equipamentos de Proteção Individual para Trabalho em Altura: Seleção, Inspeção, Conservação e Limitação de Uso
  5. Acidentes Típicos em Trabalhos em Altura
  6. Condutas em Situações de Emergência, Incluindo Noções de Técnicas de Resgate e de Primeiros Socorros
  7. Avaliação NR 35 – Trabalho em Altura

Projeto pedagógico curso nr 35

Conteúdo desenvolvido pela MA Consultoria e Treinamentos

curso online nr 35 bh
curso online nr35 bh mg

A MA Consultoria fornece um treinamento online com a mesma qualidade do presencial. Através da plataforma desenvolvida visando facilitar e otimizar o aprendizado, garantindo assim que  desenvolvam a visão prevencionista que todo profissional precisa ter.

Qualquer profissional que trabalhe acima de 2 metros, o que define trabalho em altura.

Sim, conforme o MTE estabeleceu. É papel do empregador capacitar os seus colaboradores.

O curso NR 35 online tem a duração de 08 horas.

A ma consultoria ministra o curso através de uma plataforma online, desenvolvida pensando em otimizar o aprendizado.

Conduzido por instrutores e coordenadores experientes no assunto.

 

Belo Horizonte MG

São Paulo SP

Fortaleza CE

Precisa de Ajuda?